Insano

Ai de mim! Ai de mim!
Sem rosas no jardim!
Por que pediste tanto – coração –
Para colher a flor? Se imaginária…
Bem sabes tu da minha condição
De náufrago no mar do dessossego…
Insana paixão! Quanto me foi cara.
Na taça do desejo agora bebo
Fortes doses de dor. Enquanto ris…
Retalho do meu peito! Que infeliz!

[Ari Donato | Salvador / 2020]

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s