Outra história

Um mar, uma floresta. Mil palavras!
Moça, o que tanto e tanto nos afasta?
Seguimos juntos, porém apartados,
Como as barras de ferro paralelas
Que suportam o trem deslizando.
E temos tanto e tanto tolerado,
Retas, curvas, subidas e descidas,
A transportar nosso próprio destino.
Oh! Qual anjo, qual mágico, qual fada
Das histórias ouvidas, lá na infância,
Dirá, depois, num sorriso divino:
– E viveram felizes para sempre!

[Ari Donato | Salvador / 2017]

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s